marca-pessoal
Em 2017, eu percebi que estava correndo um tremendo risco na minha carreira e tomei uma decisão drástica pra mudar isso…

Estava negligenciando meu maior ativo: minha marca pessoal.

Tudo que aprendi com muito suor e sacrifício em 2 décadas de estudos e testes eu estava aplicando APENAS para resolver os problemas dos meus clientes.

Obviamente, eles estavam felizes.

Porém, só eles e meus sócios sabiam do meu potencial.

Embora já tivesse dado dezenas de palestras e centenas de aulas em turmas de pós-graduação, ainda estava longe de ser bem conhecido no mercado.

Repare que não se trata de narcisismo ou egotrip.

Se você é foda,  mas não é amplamente conhecido, você corre vários riscos:

  • Risco de ser pressionado por clientes, que podem achar que são a última Coca-Cola do deserto e começar a te escravizar.
  • Risco de ser pressionado pelo seu chefe, para que se mate de trabalhar com medo de ser demitido e não ter dinheiro para pagar as contas.
  • Risco de ver garotos que mal sabem colocar um site e um funil de marketing no ar conquistando espaço com conteúdos rasos e virando gurus.

Resolvi mudar isso com uma resolução de fim de ano extrema:

Publicar um conteúdo por dia no meu perfil do Linkedin, todos os dias.

Já estou colhendo ótimos frutos e em breve compartilho aqui no site os resultados!

Share: