A revolução da comunicação memética #SMWSP

Dia 25/09, terça-feira às 15:30h, no palco Learning Stage da Social Media Week São Paulo, eu farei uma palestra  sobre as novas fronteiras da comunicação e do marketing num mundo hiperconectado. Abordarei alguns dos principais desafios da comunicação e do monitoramento e análise de grandes quantidades de informações das redes sociais sob a ótica da memética e da netnografia.

Para instruções sobre como se inscrever gratuitamente, basta acessar este link.

Para quem não puder estar presente, no dia seguinte (quarta-feira, às 21h) eu farei um “replay” da apresentação via Webinar no #paposnarede. Basta acessar este link  para se inscrever.

E aqui vão os tópicos:

Introdução e Contextualização

  • Big Data e o fenômeno do crescimento explosivo do volume de dados e informações
  • Aceleração ¨duplamente exponencial¨ no número de ferramentas de gestão/colaboração/compartilhamento de informações
  • Lei de Moore (Gordon Moore) X Lei da Aceleração do Retorno (Raymond Kurzweil)
Monitoramento, Análise e Métricas em Mídias Sociais (Motivação para o estudo da memética e netnografia)
  • A evolução do mercado – Passado, presente e futuro
  • O desafio de analisar big data (exemplos de marcas com dezenas de milhares de menções nas redes sociais a cada mês)
  • Métricas – O desafio da mensuração de métricas-chave:  influência, engajamento, alcance e sentimento
  • O problema do cálculo do sentimento (discordância humana em relação à classificação, limitações do cálculo automático, limitação do cálculo por amostragem)
  • Engajamento sem sentimento, sentimento sem alcance, alcance sem influência – problemas na avaliação isolada de métricas – A busca por uma métrica unificada de brand power
  • Tag Clouds e outros “desinfográficos” que distorcem a realidade do buzz sobre as marcas
Memética
  • Memética, a ciência que estuda a replicação de unidades de informação
  • Seleção natural, competição, mutação, adaptação
  • Memes bons, memes ruins, religião, seitas, política e marcas
  • Detecção automática de memes – uma inovação para a comunicação digital
  • Como a análise memética pode reduzir os esforços para a análise de mídias sociais, gerando resultados mais confiáveis.
  • Engenharia de memes – design de comunicação com base na análise de memes

Netnografia

  • Netnografia, estudos antropológicos modernos
  • A netnografia como complemento fundamental da análise e engenharia memética
  • O problema Garbage In – Garbage Out (entra lixo, sai lixo)
  • Desafios computacionais da netnografia
  • Limitações e diferenças das redes sociais
  • Aplicação de mineração de dados nas redes sociais para responder perguntas como:
    – Quem é minha audiência?
    – De qual tribo é a minha audiência?
    – Quais os interesses da audiência?
    – Como se comporta o consumidor?
Casos: 

 

Coca-cola X Pepsi-cola – Um comparativo da propagação do memeplex (conjunto de memes) sobre estas marcas durante 3 meses, em múltiplos idiomas. Marcas como Coca-cola e Pepsi-cola possuem milhares de memes que competem, se replicam, sofrem mutações e se adaptam para além das fronteiras geográficas. Como a análise dos memes pode auxiliar as empresas na gestão da comunicação, marketing e branding.

 

Gina Indelicada – Como um garoto utilizou a força dos memes para criar um dos maiores casos de rápido sucesso na história das fanpages no mundo, gerando polêmica, polarização e imenso buzz nas redes sociais.