papo-sobre-empreededorismo-com-eduardo-pontes

Recentemente eu tive um bate-papo com o Eduardo Pontes, CEO da Stone Pagamentos, empresa brasileira que abriu capital na NASDAQ em um negócio de mais de 9 bilhões de dólares!

Eu perguntei para o meu amigo Edu sobre aquelas coisas que ele gostaria de ter ouvido se estivesse começando um negócio HOJE, tenho certeza que essas dicas serão de grande impacto para qualquer empreendedor ou empresário.

Você pode assistir ao vídeo no final desse texto ou ler a entrevista na íntegra:

“Quem vai chorar?”

“Então, a primeira coisa é a seguinte, pensando ainda na ideia, eu tive uma professora que me ensinou uma coisa muito simples e a frase dela é a seguinte: ‘Você sempre tem que pensar no dia que sua empresa for à falência e sair do mercado, nesse dia você precisa responder a seguinte pergunta… Quem vai chorar?’

Vão ser só você, sua mãe ou os clientes também vão chorar? E o que ela diz é o seguinte: ‘Se só você e sua mãe chorarem você não tem uma empresa, você tem uma coisa que dá uma receita hoje e que provavelmente não vai dar no futuro’.

Então, o carinho com o cliente é sempre a primeira coisa que se deve ter na cabeça. Esquece esse negócio de querer fazer dinheiro, que o dinheiro vai ser sempre a consequência de um trabalho bem feito.

Quem começa a empreender exclusivamente para ganhar dinheiro, começa a empreender com os motivos errados. Porque empreender é pra modificar a vida de alguém pra melhor.

A formação do seu “time”

Bem, depois de começar, produto escolhido, ‘testadinho’, com alguns clientes… Vem a formação de um time, você está montando uma empresa e precisa de um cara pra vender, pra fazer o relacionamento com o cliente, para o financeiro, etc…

NÃO! Procure um cara para ser um presidente da empresa e te substituir no futuro! Os 30 primeiros caras da tua empresa precisam ser 30 potenciais CEO’s , um presidente pra te substituir.

E é natural que você queira contratar alguém igual a você, outro grande erro, os times precisam de gente diferente, cada um com uma aptidão diferente, para ter aquela sopa, aquela misturada toda, faça a diferença.

Por mais que você se ache o máximo, procure um cara diferente de você pra formar um time. Tudo igual? Vai ficar faltando! Então, um time cheio de atacante vai tomar muito gol e um time cheio de goleiro não vai meter gol nenhum.

Cuide da sua reputação

Outra coisa importante, que eu aprendi, e provavelmente é a coisa mais difícil de todas, é a seguinte: REPUTAÇÃO, você só tem uma. Ela é construída todos os dias da vida.

Então, você vai levar 10, 15, 20 anos pra construir uma reputação e se você fizer uma ‘lambança’ vai tudo por água abaixo. E reputação não surge da noite para o dia, reputação é tijolo a tijolo.

É um cliente confiando em você, funcionário confiando em você e investidor confiando em você, e sendo retribuídos por essa confiança. Eles esperam uma coisa de você e eles recebem o que eles esperavam e mais ainda de volta.

Felicidade no trabalho

E por último, provavelmente a mensagem mais importante de todas: Você precisa ser feliz trabalhando, felicidade é uma coisa que a gente não pode parar de perseguir nenhum segundo na vida.

Então, o seu ambiente de trabalho tem que ser um ambiente feliz. Na minha experiência, eu aprendi que as pessoas conseguem ser felizes quando elas são autênticas, quando elas não precisam estar vestindo máscaras, criando personagens, elas são felizes quando estão relaxadas e quando estão fazendo um trabalho que elas se orgulham.

Automatize suas tarefas

Só pra terminar, um último recadinho: Turma, o mundo tá mudando muito rápido, qualquer que seja sua atividade, se você pensar em China, Israel, Estados unidos…

Essa turma tem usado Inteligência Artificial ao máximo, eu vi vários times das melhores empresas do mundo, das empresas nascentes, essa turma está com um nível de produtividade louco.

É o que nós temos que ter como obsessão, por exemplo, para a eficiência e ter as coisas sempre ao máximo AUTOMATIZADAS, e se dedicar a coisas que efetivamente vão fazer bom uso do nosso cérebro e não trabalho repetitivo. Então, atenção a essa história de automatizar e usar tecnologia nas coisas, o que é muito importante”.

Share:
Written by brauliomedina
Além de dar aulas e palestras sobre growth hacking, empreendedorismo e marketing digital, eu ajudo as empresas crescerem, por meio da aplicação das mais eficientes táticas e estratégias de growth hacking e growth marketing.